28.2.14

Inspirador...


Kinkolf - Pacific Rhytms

Como diz a Marta, http://abramabocaefechemosolhos.wordpress.com/, este vídeo é absolutamente isnpirador. Adorei...

A felicidade em pequenas coisas como tão habituados estamos a ouvir, mas que às vezes esquecemos...

5.11.13

"Nós precisamos de Igualdade..."



O realizador dos Avengers e de séries como Buffy e Serenity fala-nos de Igualdade de Género na sequência de perguntas como (...) Porque são as suas personagens femininas são tão fortes?
Joss Whedon explica que é por questões como esta que o faz... Diz mais (...) nós precisamos de Igualdade.
O caminho deve ser feito no sentido dos homens e das mulheres serem olhados e tratados em pé de igualdade.
O discurso do realizador está muito bom...
Eliminar estereótipos e barreiras à IG no cinema... ÓTIMO.

5.7.13

...


A propósito de dois ramos de alfazema que tenho aqui..., lembrei-me desta cena tão hilariante do filme Love Actually (2003).

Já tinha deixado aqui uma cena do mesmo filme com o Hugh Grant a dançar.

To listen to!

Tristan Prettyman - Say anything

Mais aqui

2.7.13

Hobby … sim ou não?!

Encontrar um novo hobby nem sempre é fácil. Quando não há nada que prenda ou que seja alvo de interesse não é fácil, há que experimentar coisas novas, mas é preciso estar predisposto para …. Não passa por forçar alguma coisa, tem que ser algo natural…
Adicionar uma atividade à lista de coisas a fazer diariamente pode parecer uma forma de criar mais stress, mas é uma forma de distanciamento da rotina e do obrigatório. Fazer algo produtivo, gratificante e simultaneamente divertido… aceitar um desafio em nada relacionado com o trabalho é uma excelente forma de descomprimir e de abrir a mente para novas maneiras de ver o mundo.
Um hobby mesmo que seja individual acaba por permitir o contacto com outras pessoas que partilham do mesmo interesse.
As horas como que por magia voam e acaba por se colocar de lado as preocupações com o futuro ou reviver o passado.
A justificação é que não há tempo, mas não há tempo a perder, é preciso viver...
Fonte

Tic-tac...Tic-tac...

Gwen Stefani - What you waiting for

(...) Naturally, I'm worried if I do it alone
Who really cares, cause it's your life
You never know, it could be great
Take a chance cause you might grow (...)
What you waiting for (...)
O relógio não pára, o tempo não espera...
Todos queremos coisas pelas quais não vamos atrás ou lutamos. Todos nós desejamos algo, sonhamos e temos esperança, mas falta o agir. Há um milhão de razões para isso. Temos medo e preocupação. Somos ensinados a esperar e a ser pacientes. Não acreditamos que podemos fazê-lo e dizem-nos que é complicado. Temos barreiras físicas ou mentais que pensamos não ser capazes de ultrapassar. Então, vamo-nos ficando por Um dia vou fazer...  Um dia vou parar... Um dia vou ser...

24.6.13

...




Recebi estes dois vídeos, por e-mail, e não consegui deixar de partilhar. 
O primeiro porque amo a explicação que esta menina linda dá ao Billy Cosby, no Cosby Show, sobre os bebés.
O segundo porque soltei uma gargalhada... mesmo à maneira da série House.

18.6.13

Pessoas apaixonadas!

Nos últimos tempos tenho falado com muitas pessoas que mudaram e outras que têm vontade de mudar, mas o medo e a incerteza permanecem aliados à preocupação em assegurar do cumprimento de determinadas despesas. Têm vontade de desistir de tudo em troca do que julgam que irá fazê-las mais felizes. Tenho falado com algumas pessoas que o fizeram e nem sempre foi fácil, dá mais trabalho do que o imaginado, há momentos de completa motivação e outros de frustração. Contudo, asseguram que mesmo quando é menos positivo, o importante é que estão a fazer aquilo que realmente gostam...

Quando falo com estas pessoas noto que são verdadeiramente apaixonadas pelo que fazem e falar com elas é realmente inspirador. Desistiram das suas vidas profissionais a favor do sonho, do que lhes dá prazer e não se arrependem. Ressalvam que pode não ser fácil e que pode parecer um sonho, mas na verdade exige muito trabalho.


Eu gosto de estar com pessoas assim… apaixonadas... transbordam energia positiva. Transformaram a sua paixão, o seu gosto, aquilo que era tempo de lazer na sua atividade profissional. São pessoas que ponderaram MUITO em questões como Será que eu consigo fazer isto todos os dias?!


Fazer o que gostamos e amar aquilo que fazemos é mais fácil na teoria do que na prática. Quando nos perguntamos se gostaríamos de na nossa vida fazer apenas o que gostamos, julgo que a resposta seria unânime… Sim. Contudo, nem todas as pessoas o fazem ou terão o privilégio de o fazer. A razão para isto é porque não é fácil. Algumas pessoas têm o privilégio de fazer aquilo que realmente gostam, mas para outros não é fácil, exige um esforço emocional, económico e mental. Ou seja, exige um despreendimento de algumas coisas, o não ter medo de arriscar, sair da zona de segurança ….


Fonte

Vi e gostei!

Para Sempre Cinderela - Ever After (1998) é um filme que permite momentos de romance, a mistura da realidade e um toque de humor.
A rainha da França relata aos Irmãos Grimm os acontecimentos reais de França do século XVI. Danielle de Barbarac (Drew Barrymore), sua tetravó, que aos oitos anos perdeu o seu pai subitamente (Jeroen Krabbé). Este tinha voltado a casar recentemente com uma baronesa (Anjelica Huston), a qual já tinha duas filhas. A madrasta, que ela desejava que fosse a mãe que nunca tivera, passa a tratá-la como uma empregada. Uma das filhas da baronesa é boa, mas a outra filha quer a toda a força casar com o príncipe herdeiro (Dougray Scott). Contudo, o príncipe e Danielle conhecem-se e gostam um do outro...